15.9.15

O que aprendi sobre aquilo...

Hoje fazem cinco anos que perdi a virgindade. 

Eu aprendi algumas coisas nesse tempo. Sim, foi aos 22 anos, e isso não é nenhuma vergonha. Sou homem, heterossexual, urbano e esperei pelo momento certo, a pressa é tão desnecessária. Foi um momento lindo, de muito amor entre ambos, com muito respeito e afinidade.

Aprendi também que o Eu Resolvi Esperar funciona, mas apenas se o casal se tornar cúmplice e forem curiosos um com o outro. Sexo se aprende fazendo. E uma das maiores fontes de crise e divórcio no casamento, nos anos iniciais, é falta de entrosamento na cama. Tem que ser curioso e buscar conhecer o próprio corpo e o corpo do marido ou da esposa, sempre com muito respeito.

Aprendi que as pessoas podem ser cruéis com o nerd, com o aleijado, com a esquelética e com a gorda, mas que no fim, todos são lindos e desejados, e é possível sim ser feliz no amor e no sexo, independente da sua aparência estar fora dos padrões atuais de beleza (como 99% dos seres humanos). 

Aprendi que acima de tudo, o respeito é fundamental. E não só respeito com o outro, mas respeito consigo mesmo. Uso de preservativo é obrigatório, principalmente quando não se conhece a pessoa muito bem. Inclusive no sexo oral. Dei muita sorte, mas conheci pessoas que não deram tanta sorte assim... Uma pena, pessoas lindas, que diziam "isso nunca vai acontecer comigo" ficando doentes. 

Aprendi que a quantidade é importante, mas não tanto quanto a qualidade.

Aprendi que no fim das contas, o amor é o ingrediente secreto, sem ele, o sexo se restringe a um "risquinho na frente" e/ou um "furinho atrás", sem sabor, é como se está com sede, e se bebe água do mar. Quanto mais se bebe, mais sede se tem. 

Aprendi, por fim, que o sexo não é pecado, como muitos pensam, mas sim a celebração da vida. A partir dele as grandes obras foram realizadas e os grandes nomes da humanidade foram concebidos. 

Então, que celebremos a vida!

2 comentários:

Ricardo Vasconcellos disse...

Aprendi que a cada dia que passa, você cresce em conhecimento e, o que você aprende eu aprendo contigo, meu querido irmão.

Poste mais! Desenvolva mais a escrita biográfica!

Abração!!!

Janis Cassília disse...

Muito bonito amor! E também bem escrito! Com a convivência o amor e a amizade entre duas pessoas sempre melhora, assim como um bom vinho. O sexo entre duas pessoas que se amam também segue a mesma premissa. Te amo. Bjs

Amigos